fundo

17 de janeiro de 2014

Tenho saudades tuas.

Tenho saudades tuas.

Hoje farias anos. Hoje cantaríamos os parabéns e tu feliz e emocionada dirias "se calhar para o ano já cá não estou". E nós riamos e dizíamos "estás cá sim. vais durar para sempre!"

A verdade é que já fez 15 anos que nos deixaste. 

Tenho saudades tuas.

Não eras uma mulher do teu tempo. Estavas muito à frente. Sabias sempre, mesmo no teu silêncio, dar a resposta certa.
Sabias fazer o avô achar que era ele que decidia tudo. Ele esteve sempre convencido que mandava, até.

Tenho saudades tuas.

Queria deitar-me ao teu lado e ouvir-te falar de tempos idos. De como a minha mãe era a típica filha mais nova e mais "arisca". Queria embonecar-te mais uma vez e que tu me dissesses "põem-me perfume. mas daquele que tu mais gostas".

Tenho saudades tuas.

Queria muito que tivesses conhecido o meu filho. Que o pegasses no teu colo. Que o beijasses e dissesses o quanto era bonito. Aos teus olhos seria o mais bonito. O meu filho.

Tenho saudades tuas.

Faz hoje 3 anos que descobri que estava grávida. E acho que descobrir neste dia não foi por acaso. Foi a tua forma de me dizeres que estás no meu coração e no dele. E que estarás sempre.

Tenho muitas saudades tuas, avó.



6 tretices:

M.P. disse...

Nada acontece por acaso. Os anjinhos da guarda existem mesmo... Um beijinho grande

Magui disse...

Adorei o texto, emocionou-me muito...
Eu que fui uma sortuda de ter tido 3 avós e que ainda tenho 2, tenho saudades da única que não tenho comigo, a mais especial e a que tenho a certeza vibraria mais em conhecer o F.
Um beijinho enorme

Bi disse...

Sorte a minha que ainda tenho os meus avós todos!! Até ver de perfeita saúde, mas nunca se sabe... Gostava que vivessem o suficiente a ficarem na memória da Carlota! Eles são os nossos segundos pais e no meu caso, foram tudo isso mesmo!!

Um grande beijinho. Tu e o A. têm uma estrela a tomar conta de vocês. Com certeza!!

Princesa sem Reino disse...

Tão bonito… Emocionei-me ao ler-te. Já só me resta uma Avó. Faz 87 dia 25. Diz-se que não há coincidências. E eu acredito nisso.

Um beijinho enorme

manuela carvalho disse...

Lindo texto... e que linda devia ser essa avó:) Manuela

raquel disse...

<3
obriga pelas vossas palavras!
eu também acho que nada acontece por acaso.


manuela carvalho, obrigada pela visita e pela mensagem.
um beijinho*

Quem passa por cá