fundo

8 de outubro de 2012

Não é justo. Não é justo.

Estou em choque. De rastos. Triste. Muito triste.

Ninguém merece o que aconteceu ontem a uma amiga nossa.
Grávida de 40 semanas foi ontem para a maternidade para ter o seu bebé. Um bebé desejado, tão desejado e amado.

Esperamos por notícias até à noite, mas não vieram. 
No fim do dia tive uma sensação estranha, um receio que algo não estivesse bem. Mas depressa tentei esquecer essa sensação, esse estranho sentimento e obriguei-me a recordar que um primeiro parto pode ser muito demorado e descansei o coração.

Hoje, e ainda sem notícias, o meu marido resolveu mandar uma sms para saber novidades, sem nunca imaginar que notícias chegariam. 
Ligou e disse-me "estou doente e tu também vais ficar, O bebé morreu".
Fiquei sem sangue, só conseguia dizer: Não! Não! Não pode ser.

Não sei como. Não sabemos o que aconteceu.

Sei que foi uma gravidez muito bem vigiada e acompanhada e nada faria supôr um final destes.
Tento arranjar desculpas na minha cabeça, "razões" para que isto acontecesse. Não consigo. Não é justo. Choro.


Um beijo, I. 
Estou cá para tudo.

28 tretices:

Bi disse...

Aí Raquel estou em choque! Todas nós ouvimos historias e sabemos que pode acontecer... mas não deixa de ser triste, injusto, dramático, arrepiante... É de se ir buscar forças onde??? Meu Deus!!! Não consigo imaginar...
Um beijinho e muita força. A tua amiga vai precisar muito de apoio.

Rit♥Catita disse...

Que noticia triste. :(
Sinto muito por aquilo que aconteceu à tua amiga. Não consigo imaginar a angustia e a dor que ela estará a sentir neste momento. Não é mesmo justo.

Mom Butterfly disse...

Que horror... achamos sempre que essas histórias só acontecem aos outros e, no fundo, todas rezamos para que nunca nos batam À porta ou alguém de quem gostamos. Muita força para a tua amiga...

raquel disse...

Bi, é mesmo isso! Todas ouvimos histórias dessas, todas sabemos que corremos este risco mas a verdade é que NUNCA estamos À espera que aconteça perto de nós.
Estou doente. Sinto-me mesmo doente.
Escrevi e apaguei este post 3 vezes. Resolvi publica-lo sem o reler na 3ª vez. Precisava de purgar. Estou em modo zombie e a chorar há 12h.
Um horror.
Obrigada, querida.
Um beijo*

Rita, obrigada querida!
Um beijo enorme*

raquel disse...

Mom Butterfly, é exactamente isso.
Obrigada e um beijo*

Vanilla disse...

Ai linda que história tão triste! Que injustiça tão grande! Perder um filho seja em que altura ou em que situação for é uma dor muito grande. Mas chegar ás 40 semanas, passar por todas as alegrias de uma gravidez saudável e desejada, chegar ao parto e ter um desfecho destes, é de uma crueldade da natureza muito grande! Muita força para a tua amiga e muita força para ti amiga! Mesmo com os nossos rebentos cá fora lindos e saudáveis, felizmente passámos por esses medos na gravidez. Agora os medos são outros, mas não é justo! Ninguem merece ;( Não percebo porque a vida faz alguem passar por uma situação tão deliciosa para a depois tirar assim. Um beijinho muito grande. Estou sem palavras...

Jei disse...

Oh querida nossa, nem consigo imaginar uma dor dessas :/ é triste, é avassalador...
espero que esta mãe consiga enontrar coragem para superar esta perda terrivel...
um beijinho grande e um xi bem apertado..

Princesa disse...

Sinto muito Raquel. Um abraço de força para vocês e em especial para a vossa amiga.

Um beijinho muito grande

Susana disse...

É mesmo uma tragédia o que aconteceu, é deveras muito cruel um bebé alegrar durante 9 meses uns papás desejosos de o conhecer e depois ter um desfecho assim... Imagino (e não imagino) a sensação de perder e sair do hospital sem nada nos braços ou de estar lá e ouvir os choros de muitos bebés e chegar a casa e ter tudo preparado para receber esse anjinho... É uma noticia muito triste... ela vai precisar de muito apoio e apoio não é dizer que vai poder ter mais filhos, nesta fase todos têm que ter muito cuidado com as palavras e tu como amiga preocupada sei que vais ajudá-la nesta fase tão triste. Beijinhos ;o)

sandra disse...

É o pior que pode acontecer a uma mãe que vai para a maternidade para receber o seu bebé é mesmo muito triste,ela deve de estar paralisada sem saber o que fazer na vida não sei nem imagino o que é uma dor deste tamanho vai precisar muito de apoio de ti a amiga força para as duas,bjinhos

Magui disse...

Não tenho mais nada a dizer além do que foi já dito... Só que estou impressionada, chocada, com o coração apertado! Sou sempre positiva e nunca acho que estas coisas acontecem mesmo...
Um beijinho enorme, cheio de carinho para vocês...

PS disse...

:( :(
Não ha palavras....

Beijinho de força para todos que passam por momentos destes!!

Ri+John disse...

Não tenho palavras.
Deve ser uma dor indescritível.

Só podemos enviar a maior força, os maiores abraços e apoiar este momento tão difícil.

Vou dizer uma coisa ainda mais macabra, e peço-te desculpa por dizê-lo, mas digo-o enquanto psicóloga: quando perceberes o que se passou, vê se há possibilidades/condições de fazer um funeral. Tenho experiência de que a existência de um funeral ajuda muito no luto, na recuperação, no ultrapassar da dor.

Estou aqui para se precisares de alguma coisa.

Bjs do tamanho maior possível.

Sofia Loves disse...

:(((

BebéBolsão disse...

Nem sei o que dizer...Que horror, que tragédia, que medo. Acho que todas a grávidas, em algum momento, têm esse receio durante os nove meses, mas realmente nunca imaginamos que vai acontecer... Não consigo imaginar uma dor dessas. Muita força, muito amor, muita fé para esses teus amigos. E para ti, para os poderes ajudar.

Beijinhos

raquel disse...

Obrigada, minhas queridas!
Estou mesmo em baixo. Não estou a conseguir reagir nada bem a uma notícia assim.
Já troquei umas palavras com a I. e fiquei ainda mais triste quando percebi mais ou menos o que aconteceu! A verdade é que estava tudo perfeito e de um momento para o outro o coração daquele ser pequenino e perfeito deixou de bater ainda dentro da barriga da mãe. Estando a mãe internada porque a bolsa de água rebentou e depois de ter feito um CTG que estava perfeito! Como é possível acontecer uma coisa destas? Como é possível a vida ser tão cruel, tão injusta?
É de facto trágico, avassalador, esmagador!
O vazio que fica, a revolta que corrói.
Um horror! Um medo que todas as grávidas têm, mas que nunca acreditam que pode realmente acontecer.
A I. não merecia uma coisa destas, ninguém merece! Merecia ter este bebé nos braços, saudável e perfeito! Merecia ser muito feliz nesta família que estava a nascer e a crescer. Estavam tão felizes com este bebé que estava mesmo a chegar, tão apaixonados...
E as lágrimas teimam em correr, não consigo aceitar uma coisa destas.

May Mom disse...

Estou sem palavras... Nem sei o que escrever... Força para ti e para a tua amiga. Um grande beijinho...

Miú Segunda disse...

Estou a escrever esta resposta com os braços todos arrepiados. Mas como é possível que "o coração daquele ser perfeito deixou de bater"? Mas então...? Será que foi porque já havia um problema cardíaco? Não detectado, talvez? Meu Deus, é horrível demais. Pobre mãe. Pobre pai.
Eu, que tive o meu bebé levado do pé de mim antes de completar 24 horas, e que fiquei sem ele 15 longos, tremendos dias, enquanto ele lutava pela vida na UCI, fico duplamente emocionada ao ler estas tragédias que acontecem sem percebermos porquê.
Um beijinho grande.

A nossa viagem.... disse...

Que noticia tão triste, não há palavras para confortar o coração desses pais, que o anjinho olhe por eles e que consigam ultrapassar, como a vida é injusta... :( beijinhos

raquel disse...

Miú,
É horrível mesmo!
Ando completamente arrasada!
Ainda por cima a I. tinha feito um ecocardiograma fetal (por precaução,apenas)e nada havia de anormal. Por isso nem essa questão se põe...
Um desespero, mesmo!
Só me recordo do entusiasmo que eles andavam,o que ela vibrava ao ver o meu filho, e a projectar o dela...
E estas coisas não me saem da cabeça!
Lamento muito o que sofreste com essa distância do teu amor pequenino mas o importante é que correu tudo bem.
Um beijo enorme*

Pampa disse...

Não palavras e acho que nós, enquanto mães, vivemos essa dor com a tua amiga... Que tristeza tão grande :( hoje já me fartei de chorar ao ler um post duma antiga entrevistada da cocó na fralda e agora mais esta história... Dói demais. Raquel, sê forte, pela tua amiga que tanto vai precisar de ti... 40 semanas... Valha me Deus, já podiam ter o filhote nos braços desde as 38... Ninguém merece este desfeixo...

Polly disse...

Meus Deus!:( Que noticia tão triste! Ninguém merece. O meu coração e as minhas orações estão com esses pais. Que consigas dar-lhes todo o teu apoio....

OutraMaria disse...

É tão triste e tao penoso que sensaçao de vazio. Só me dá para chorar pela perda da tua amiga. De facto nao é justo :(

Adoro-te Mamy... disse...

Raquel minha linda, ontem recebi uma noticia algo paracedia com esta, o tempo de gestação era vem mais curto mas o desgosto e tristeza daquele casal que nos é tão querido não nos deixa indiferente, e só penso a vida por vezes é tão injusta!!!

raquel disse...

Mais uma vez, obrigada a todas pelo apoio e carinho.
Não é fácil de gerir. Tenho falado com a I. e não está a ser fácil.

Adoro-te Mamy, fico muito triste pela perda dos vossos amigos. Não é facil gerir esta injustiça, esta perda.
Um beijo enorme para ti, para vocês*

M.P. disse...

Ai Meu Deus... Que eu só agora é que li este post... Que injustiça tão grande... Como é que é possível ainda acontecerem coisas destas.... Fiquei em choque... Um grande beijinho Raquel. E muita força para esse teu casal amigo. Não consigo imaginar o que devem sentir...

raquel disse...

@M.P.

Um horror, minha querida!
Isto não está a ser fácil de aceitar.
Obrigada, querida*

Carla disse...

Raquel lamento imenso a perda da tua amiga.
Infelizmente conheço na pele a dor da tua amiga... Por duas vezes... A vida da tua amiga mudou para sempre e ela não voltará a ser quem era. Agora é uma mãe de anjo que vai viver toda a vida com saudade do futuro que lhe foi roubado. Todos à volta dela vão deixar de falar neste bebé, vão fazer de conta que nada aconteceu, vão-lhe dizer que é nova e depois terá outro, aque se calhar foi melhor assim, que esqueça, que não chore... enfim vão-lhe dizer coisas que a vão magoar imenso... e o silêncio á volta deste bebé vai magoá-la também... o estar com outros bebés poderá ser a coisa mais dolorosa que lhe peçam para fazer... encarar grávidas será um momento difícil e doloroso... O melhor que os amigos e família podem fazer é estar com ela, apoiá-la, deixá-la chorar, permitir-lhe falar no bebé, não lhe pedirem para esquecer e se puderem marcarem de alguma forma bonita as datas que a vão acompanhar para sempre. E fica com a certeza que ela é mãe! E que sempre vai sofrer com saudades de seu filho. A dor vai passar (e não há tempo normal para a dor diminuir) mas a saudadenunca desaparece.

Quem passa por cá